Categoria: Crônicas

Não procure nestas crônicas as respostas para as suas perguntas. Elas contém as minhas perguntas, e algumas reflexões sobre elas. É o texto de um homem que se questiona, que procura entender o que o cerca, que quer saber o porquê.

Busco o auto-conhecimento. Creio que ele me levará a alcançar a paz interior, a acalmar meu mar interno, sempre revolto, sempre volúvel. E neste caminho busco também as amizades verdadeiras, de homens e mulheres que me acrescentam intelectual e espiritualmente, e que compartilham das minhas crenças e ética. Há um espaço especial para aqueles que discordam, desde que conquistem a mudança de meus pontos de vista.

Os vídeos complementam as crônicas. Alguns são músicas que inspirou o texto no qual está inserido, ou que inspirou parte dele. Outros são comentários meus sobre os textos, ou leituras destes. Em síntese, são diversos tipos de vídeos, sempre ligados de alguma forma com o texto postado.

É preciso também dizer que meus alfarrábios são despretensiosos. Portanto, se você faz parte da inteligentsia (os patrulheiros da cultura tupiniquim), não se aborreça lendo este reles escritor: escrevo para desopilar.

Mas também escrevo para transgredir.

Às vezes, escrevo para aliviar a tensão. Em outras, escrevo para incentivar o tesão.

Escrevo porque a palavra é soro anti-ofídico, que me salva do veneno da mesmice. Escrevo porque sonho, pois se fosse pesadelo eu apenas vivia.

Escrevo para exibir tudo aquilo que tenho medo de dizer.

Escrevo porque o texto pulula na minha cabeça, enquanto o rabo…

Bom, o rabo queima no inferno!

A Visão do Mal

21 de outubro de 2018 0

Desde crianças, somos compelidos a acreditar que fazer o bem nos trará diversas recompensas. A vitória do Bem sobre o Mal nos é introjetada desde a mais remota infância. Somos educados para acreditar em um Deus de bondade, em um conjunto de trocas onde ceder à tentação de fazer o que é errado nos trará…

Por Caho Lopes

A Oportunidade de Acreditar

15 de outubro de 2018 1

Uma vida não questionada não merece ser vivida. Platão Em uma reportagem veiculada em um dos principais jornais do nosso estado, deparei-me com uma declaração bastante inusitada. Um importante psiquiatra afirmava que o primeiro dia do ano era um dia como qualquer outro, e que as pessoas deveriam mais preocupar-se em viver a realidade do…

Por Caho Lopes

A Maior de Todas as Maravilhas

13 de outubro de 2018 1

Outro dia, estava com um grande amigo passeando pelas ruas do centro, olhando fascinado aquela fauna humana de todas as tribos, jeitos e humores, quando entramos em uma banca de revistas. Como era uma das maiores do centro, este meu amigo procurou informar-se com o funcionário que estava no caixa sobre determinadas revistas: – Por…

Por Caho Lopes

All You Need Is Love

12 de outubro de 2018 0

Mais um ano que se inicia, novas promessas, novas metas, novos objetivos. Em épocas como esta, se faz um balanço dos erros e acertos do período que passou, e recomeçamos tudo mais uma vez, melhores, mais sábios com nossos aprendizados, mais capazes de entender o complexo mecanismo que faz com que as coisas produzam resultados…

Por Caho Lopes

Alma Inconquistável, por Juremir Machado da Silva

10 de outubro de 2018 0

Caho Lopes, nesta sua coletânea de crônicas, lindamente intitulada ”Alma inconquistável – aprendizados de vida e esperança”, consegue uma das coisas mais sonhadas pelos escritores sem afetação: ser simples e complexo. Dizer isso parece uma maneira fácil de elogiar ou uma forma simplória de falar do impossível. Mas o texto de Caho mostra que isso…

Por Caho Lopes

A Felicidade É Uma Questão de Escolha

9 de outubro de 2018 2

Certa vez li em uma revista que a felicidade era mais ou menos como uma cenoura amarrada na ponta de uma vara, que por sua vez estaria presa em nossas costas. Se a vara fosse curta demais, mordiscaríamos a cenoura toda hora, e assim não conseguiríamos ser felizes, pois quem pode ser feliz o tempo…

Por Caho Lopes

Alma Inconquistável

7 de outubro de 2018 0

Da noite que me cobre, Negra como um poço de alto a baixo, Agradeço quaisquer deuses que existam Pela minha alma inconquistável. Na garra cruel da circunstância Eu não recuei nem gritei. Sob os golpes do acaso Minha cabeça está sangrando, mas ereta. Além deste lugar de fúria e lágrimas Só o eminente horror matizado,…

Por Caho Lopes

Arroz Petit Poá

5 de outubro de 2018 0

Corria o ano de 1976. Eu tinha 12 anos, e começava a fazer uma série de descobertas sobre mim, sobre o mundo, sobre os outros e, claro, sobre as garotas. Meu pai tinha um almoço de negócios no restaurante do hotel Plaza São Rafael, e me convidou para ir junto. Coloquei minha roupa domingueira (afinal,…

Por Caho Lopes

Silêncio e solidão

5 de outubro de 2018 0

Se você não consegue entender o meu silêncio, de nada irá adiantar as palavras, pois é no silêncio das minhas palavras que estão todos os meus maiores sentimentos. Oscar Wilde Sofro de insônia. Muitas vezes, desperto no meio da madrugada e não existe mandinga ou benzedura que me faça dormir novamente. Fico fritando na cama,…

Por Caho Lopes